icon__phone

Porque é que Nutella® sabe tão bem?

Ao longo de 50 anos, a qualidade de Nutella® tem-se baseado nas escolhas que fazemos em cada passo da produção.

7 ingredientes de qualidade.
Isto é tudo.  

O nosso compromisso com a sustentabilidade

7 ingredientes de qualidade.
Isto é tudo.

O açúcar

de Nutella®

O nosso açúcar é principalmente proveniente de açúcar de beterrabas cultivadas na Europa, mas também de cana açúcar plantada essencialmente no Brasil, no México, na Índia e na Austrália. 

O óleo de palma

de Nutella®

Um óleo vegetal de excelente qualidade, sustentável e rastreável, proveniente de frutos frescos prensados. 

As avelãs

de Nutella®

As avelãs inteiras, torradas no último momento para conservarem todo o seu sabor na nossa receita. 

O leite

de Nutella®

Um leite de qualidade, cuidadosamente selecionado de produtores locais.

O cacau

de Nutella®

Utilizamos um know-how único para preparar a nossa mistura de grãos de cacau, que torramos e processamos nos nossos centros de produção. 

A lecitina

de Nutella®

Um emulsionante natural 100% livre de OGM, extraído da soja ou de sementes de girassol.   

A vanilina

de Nutella®

Um aroma idêntico ao naturalmente presente nas vagens de baunilha. 

O nosso compromisso com a sustentabilidade,
ingrediente a ingrediente

Os nossos compromissos com a sustentabilidade
O óleo de palma utilizado na produção de Nutella® afeta o ambiente?

A Ferrero uniu-se à Mesa Redonda do Óleo de Palma Sustentável (RSPO) em 2005. Esta associação estabeleceu uma série de princípios que regem a produção e a utilização do óleo de palma social e ambientalmente sustentável. Desde dezembro de 2013, a Nutella produzida em todo o mundo contém óleo de palma certificado pela RSPO como 100% segregado. Além disso, a responsabilidade da Ferrero não acaba na certificação: o seu compromisso continua através da sua Carta do Óleo de Palma, publicada em 2013, com o fim de abordar as causas da desflorestação e criar um equilíbrio entre a conservação do ambiente, as necessidades da comunidade e a viabilidade e o benefício económico. Além disso, a Ferrero apoia de forma ativa o POIG, uma iniciativa levada a cabo por inúmeros intervenientes, cuja missão é transformar a indústria do óleo de palma, e romper o vínculo entre óleo de palma, destruição das florestas e das turfeiras e violação dos direitos humanos e laborais.

O óleo de palma tem efeitos negativos na saúde?

Ao contrário do que dizem certas vozes oportunistas, não é correto afirmar que o óleo de palma é prejudicial para a saúde humana.  A Ferrero pôs sempre a máxima atenção na qualidade dos seus produtos e das suas matérias-primas. O óleo de palma é utilizado essencialmente pela sua origem natural; a sua estrutura é ideal para produtos de confeitaria e cremes de barrar e, consequentemente, torna o uso das gorduras hidrogenadas desnecessário.  O óleo de palma tem sido usado pelo ser humano há milhares de anos. São muitos os estudos científicos que corroboram a neutralidade dos efeitos do óleo de palma no metabolismo com uma alimentação equilibrada.  

Os óleos vegetais de Nutella® são hidrogenados?

Não. O óleo vegetal contido em Nutella® é o óleo de palma, que é extraído de forma natural da fruta da palma e confere ao creme para barrar a sua consistência cremosa.  Por esta razão, o produto não tem de ser submetido a um processo de hidrogenação, responsável pela formação de gorduras trans, que são consideradas particularmente pouco saudáveis, tanto pelas autoridades como pela comunidade científica.  

O que é exatamente a Carta do Óleo de Palma Ferrero?

A Carta do Óleo de Palma Ferrer reflete a nossa decisão de reforçar o nosso compromisso com o óleo de palma sustentável. Consiste numa série de diretrizes que visam erradicar as principais causas da desflorestação, assim como criar um equilíbrio entre as questões ambientais e sociais, por um lado, e o lucro, por outro.  Os 10 objetivos estabelecidos pela Ferrero na sua sua Carta do Óleo de Palma podem resumir-se da seguinte forma:  
1. Rastreabilidade da cadeia de fornecimento  
2. Não abater florestas com elevados teores de carbono  
3. Não utilizar o fogo para desbastar terrenos  
4. Não plantar em solos de turfa  
5. Proteção de espécies em perigo  
6. Monitorização das emissões de gases com efeito de estufa  
7. Defesa dos direitos humanos, incluindo o consentimento prévio livre e esclarecido  
8. Defesa dos direitos dos trabalhadores  
9. Não utilizar paraquato (herbicida)  
10. Luta ativa contra a corrupção  
Todas estas questões são analisadas em parceria com a TFT (http://www.tft-earth.org/)